23 de Junio de 2018
Portal Educativo de las Américas
  Idioma:
 Imprima esta Página  Envie esta Página por Correo  Califique esta Página  Agregar a mis Contenidos  Página Principal 
¿Nuevo Usuario? - ¿Olvidó su Clave? - Usuario Registrado:     

Búsqueda



Colección:
Revista Interamericana de Bibliografía (RIB)
Número: 1-4
Título: 1997
Sección: Artículos / Articles

BIBLIOGRAFIA

1. Esse item e o próximo são uma versão reduzida do primeiro e segundo itens do quarto capítulo da minha tese de doutoramento História sem fim...inventário da saúde pública. São Paulo - 1880-1930, publicada pela pela Editora da Unesp em 1993.
2. Hobsbawm, Eric. Era dos Impérios.(1875-1914). Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1988. 19.
3. Carvalho, Arnaldo Vieira de. Oração de paraninfo da primeira turma de médicos formados na Faculdade de Medicina e Cirurgia de São Paulo, 1918. Boletim da Sociedade de Medicina e Cirurgia de São Paulo. São Paulo, número especial, junho, 1921. 250.
4. Idem., 249-250.
5. Bosi, Alfredo. História Concisa da Literatura Brasileira. São Paulo, Cultrix, s/d, p. 380. Discurso de Menotti del Pichia na Semana de Arte Moderna de 1922.
6. Andrade, Mário de. Poesias completas. São Paulo: Martins Editora, 1966. p. 29.
7. Carvalho, José Murilo de. Aspectos históricos do pré-modernismo brasileiro. Op. cit., 17-21. A referencia à cidade do Rio de Janeiro como cidade maravilhosa foi feita por uma poetisa francesa após a reforma urbana realizada por Rodrigues Alves. 18.
8. Andrade, Mário de . O movimento modernista. In: Aspectos da Literatura Brasileira. São Paulo: Martins, s/d, p. 235-236. (Obras Completas de Mário de Andrade). Mário de Andrade, nessa conferência, expôs o espírito que dominava cada cidade, Rio de Janeiro e São Paulo.
9. Essa questão foi estudada e esclarecida pelo trabalho de Sergio S. Silva. A expansão cafeeira e as origens da indústria. São Paulo: Alfa-Ômega, 1975.
10. Nozoe, Nelson H. São Paulo: economia cafeeira e urbanização. Estudo da estrutura tributária e das atividades econômica da Capital paulista (1889-1933). São Paulo: IPE-USP, 1984. O autor fez um exaustivo estudo a partir dos registros na Recebedoria de Rendas da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo para os anos de 1914, 1929 e 1933. O universo de seu estudo é o total dos contribuintes, estabelecimentos sujeitos ao imposto sobre o capital realizado. Neste sentido, seus estudos permitem conhecer de forma aproximada o universo das atividades desenvolvidas na Capital paulista, uma vez que havia uma série de atividades isentas de pagamento de impostos.
11. Petrone, Pasquale. A cidade de São Paulo no século XX. Revista de História. São Paulo, n. 21 e 22, 1955, 145.
12. —————. Op. cit., 148. Nelson Nozoe, op.  cit., 59.
13. —————. Op. cit., 150-151.
14. Nozoe, Nelson H. Op. cit., 91.
15. ————-. Op. cit., 99.
16. Ribeiro, Maria Alice Rosa.  As condições da indústria têxtil Paulista 1870/1930. São Paulo: Hucitec/Ed. da UNICAMP, 1988.
17. Singer, Paulo. Desenvolvimento econômico sob o prisma da evolução urbana. São Paulo, Tese de doutoramento apresentada à cadeira de Sociologia I da Faculdade de Filosofia, Ciências Sociais e Letras da Universidade de São Paulo. 1966, 30.
18. Silva, Sergio. Op. cit., 80. Embora a comparação seja baseada em dados referentes ao Estado de São Paulo como um todo e à cidade do Rio de Janeiro, os resultados não ficam prejudicados, uma vez que a indústria paulista está concentrada na Capital. A indúsria instalada na Capital entre 1890 a 1960 representa 50% do Estado de São Paulo como um todo. Sobre esta questão ver: Paulo Singer, op. cit., 33.
19. Prado Jr., Caio. A cidade de São Paulo: geografia e história e Contribuição para a geografia urbana da cidade de São Paulo. Evolução Política do Brasil e outros estudos, op. cit., 97 a 149.
20. Mello, Z. C. de e Saes, F. A. M. Características dos núcleos urbanos em São Paulo. Estudos Econômicos. São Paulo, v. 15, n. 2, mai/ago, 1985, 320
21. Santos, M. José, op. cit., 235, consta para 1872, população total do Brasil como sendo 10.112.061; para 1900, consta 17.438.434: Villela, A. E Suzigan, W. Polítiva do governo e crescimento da economia brasileira 1889-1945. Rio de Janeiro: Ipea/Inpes, 1975, 70, população total para o Brasil, em 1900, 18.200.000; e em 1920, 27.500.000.
22. Em 1934, o governo do Estado de São Paulo, chefiado por Armando Salles de Oliveira, formou a Comissão Central de Recenseamento para executar o censo escolar, agro-pecuário e demográfico. Em 20 de setembro daquele ano realizou-se o recenseamento. Em outubro de 1935, a comissão entregou o primeiro relatório do censo demográfico e escolar. Segundo estudiosos de estatística como Bruno Rudolfer e Samuel H. Lowrie que acompanharam de perto o trabalho da comissão o censo demográfico do Estado de São paulo de 1934 pode ser incluído entre os melhores já realizados e apresenta a contagem mais perfeita da população jamais feita no Estado. Os dados demográficos recenseados foram publicados no Boletim do Departamento Estadual de Estatística. São Paulo, n.1, v.1, jan., 1939 e n.5, maio de 1939. Ver também: Thomas H. Holloway, Migration and mobility: Immigrants as laborers and landowners in the coffee zone of São Paulo-Brazil, 1886-1934. Wisconsin, A thesis submitted in partial fulfillment of the requirements for the degree of Doctor of Philosophy (History). University of Wisconsin, 1974. mimeo.
23. Holloway, T. Op. cit., 179.
24. Machado, Antonio  de Alcântara. Novelas paulistas. Brás, Bexiga e Barra Funda. Rio de Janeiro: José Olympo, 1961, 55-58.
25. Holloway, T. Op. cit., 198. Salvio de Almeida Azevedo. Imigração e colonização no Estado de São Paulo. Revista do Arquivo Municipal. São Paulo, n. 75, 1941, 105-158.
26. São Paulo. Secretaria da Agricultura, Indústria e Comércio. Boletim do Departamento do Trabalho Agrícola. São Paulo, n. 72, 1932, 9-10. 27. Spindel, C. Homens e máquinas na transição de uma economia cafeeira. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1979, 131.
28. Buarque de Hollanda F., S. e D. Graham. Migrações internas no Brasil 1872-1970. São Paulo: IPE/USP,CNPQ, 1984, 47. Os autores calculam que entre 1900 a 1920 a migração interna líquida de nativos para São Paulo foi de -19.933.
29. Monbeig, P. Pioneiros e fazendeiros de café. São Paulo: Hucitec, Polis, 1984, 151.
30. Holloway, T. Op.cit., 225.
31. Araújo, Oscar Egídio de. Enquistamentos étnicos. Revista do Arquivo Municipal. São Paulo, n. 65, 1940, 227-246
32. Lowrie, Samuel H. O elemento negro na população de São Paulo. Revista do Arquivo Municipal. São Paulo, n. 48, 1938, 5-56. Em 1928 , a população negra era estimada entre 10 a 14% da população paulistana.
33. Revista do Arquivo Municipal. São Paulo, n. 11, abril, 1935, 159-160.
34. Esse aviso aparece nos boletins do DET em 1918, 1922 e 1925 consultados.
35. Ver valor da produção do Estado de São Paulo em Principais Fatores Econômicos do Estado de 1921 a 1939. Boletim do Departamento Estadual de Estatística. São Paulo, n.1, jan., 1941. 83. Ver deslocamentos dos sem trabalho da Capital para o interior em Boletim do Departamento do Trabalho Agrícola. São Paulo, n. 72, jun., 1932. 10. Entre 1913 e 1921 foram transferidos para o interior 65.441 trabalhadores desempregados por intermédio da Agência Oficial de Colocação, segundo o Boletim do Departamento Estadual do Trabalho. São Paulo, ns. 44 e 45, 1922. 128.
36. Galvani, Luigi. Algumas características demográficas de São Paulo. Boletim do Departamento Estadual de Estatística. São Paulo, n. 7, julho, 1939, 17-58. O recenseamento de 1934 registrou para o Estado a seguinte razão de masculinidade - 1054 homens para 1000 mulheres e para o interior - 1066 homens para 1000 mulheres.
37. Em 1920, a força de trabalho feminina participava, de forma significativa, nos seguintes ramos de indústria: Couros e peles, 78%; Vestuário e Toucador 61%  e Têxtil, 58%. Recenseamneto de 1920, v.  , 172 a 175.
38. Buarque de Hollanda Filho, Sérgio. e Douglas Graham. Migrações internas no Brasil 1872-1970. São Paulo: IPE/USP - CNPq, 1984, 49.
39. Ribeiro, Maria Alice Rosa. Condições de trabalho na indústria têxtil paulista (1870-1930). São Paulo: Hucitec-Ed. Unicamp, 1988. 147-185
40. Boletim Estadual de Trabalho. São Paulo, n. 57, 1925, 441. Ver também os boletins ns. 34-35, 37, 42-43 e 48-49.
41. Boletim do Departamento Estadual do Trabalho. São Paulo, n. 57, 425.
42. O Trabalhador Gráfico. Boletim da greve 20/04/1929. São Paulo, 2. citado por Zélia Lopes da Silva. A face oculta da reprodução (um estudo sobre os trabalhadores industriais de São Paulo) 1930-34. Campinas, IFCH- UNICAMP, Dissertação de Mestrado em História, 1983, 67-68.