26 de Abril de 2018
Portal Educativo de las Américas
  Idioma:
 Imprima esta Página  Envie esta Página por Correo  Califique esta Página  Agregar a mis Contenidos  Página Principal 
¿Nuevo Usuario? - ¿Olvidó su Clave? - Usuario Registrado:     

Búsqueda



Colección: La Educación
Número: (119) III
Año: 1994

RESUMO

Este artigo explora as principais áreas do atual debate sobre alternativas teórico-metodológicas para o modelo de globalização e uniformidade cultural e educacional. O autor compara as posições conceptuais dominantes das décadas de 1960 e 1970, pondo em evidência a crise causada pelo marxismo e os limites do neoliberalismo. A análise concentra-se em duas conferências, uma realizada na Argélia em 1977, e a outra na Malaísia em 1993, ambas sobre temas relacionados com alternativas culturais e pedagógicas. O autor oferece também interpretações a respeito do trabalho de Paulo Freire e das possíveis razões da sua influência no chamado Terceiro Mundo, assim como uma crítica do seu trabalho face às mudanças nas relações internacionais e às conseqüências da crise nos países centrais e nos situados na periferia. A importância do trabalho de Freire foi destacada na Conferência Internacional sobre Comunicação e Desenvolvimento na Era Pós-Moderna: Reavaliação da Herança de Freireana—que constitui a principal fonte deste artigo—, realizada na Ásia em homenagem ao educador brasileiro. Neste artigo, o autor afirma que é precisamente na crítica mais forte tradicionalmente feita em referência à pedagogia freireana—vale dizer, o uso de conceitos derivados de diferentes contextos teóricos—que está a força da contribuição de Freire. Este faz articulações conceptuais que lhe permitem deixar um espaço vazio, sem delimitação teórica, que é atualmente o cenário para a construção de novos paradigmas que orientem a construção de novas teorias. Finalmente, o autor examina novos acontecimentos influenciados pelos circunstâncias atuais, que poderiam ser considerados como o pós-modernismo democrático.