25 de Septiembre de 2018
Portal Educativo de las Américas
  Idioma:
 Imprima esta Página  Envie esta Página por Correo  Califique esta Página  Agregar a mis Contenidos  Página Principal 
¿Nuevo Usuario? - ¿Olvidó su Clave? - Usuario Registrado:     

Búsqueda



Colección:
La Educación
Número: (116) III
Año: 1993

RESUMO

Este artigo examina o desenvolvimento da educação na Venezuela nos 34 anos da era democrática atual. O estudo adquire particular interesse por se tratar de um dos países de mais longa tradição democrática na região, que, embora tenha destinado mais recursos à educação, encontra resultados muito pobres no sistema educacional. O caso ilustra o fato de que não se pode simplesmente esperar o desenvolvimento automático do sistema educacional com a chegada de um regime democrático, e que não é suficiente investir muito dinheiro no setor. São apresentadas três hipóteses centrais para explicar o malogro do sistema educacional venezuelano no que se refere à consolidação da democracia iniciada em 1958: a) o uso do sistema educacional como instrumento de clientelismo político; b) a pouca atenção aos níveis básicos de ensino a que tem acesso a maioria da população; e c) a falta de autonomia das escolas. São examinadas as realizações e características do sistema educacional em diferentes níveis e áreas, e levantados desafios no sentido de que o sistema educacional contribua para consolidar a democracia.