16 de Enero de 2018
Portal Educativo de las Américas
  Idioma:
 Imprima esta Página  Envie esta Página por Correo  Califique esta Página  Agregar a mis Contenidos  Página Principal 
¿Nuevo Usuario? - ¿Olvidó su Clave? - Usuario Registrado:     

Búsqueda



Colección:
La Educación
Número: (115) II
Año: 1993

RESUMO

A cooperação hemisférica nas Américas é apresentada num contexto global que inclui a economia mundial, o avanço da ciência, a divulgação da informática, o aumento da conscientização ambiental e a insatisfação com as estratégias de desenvolvimento na forma em que até agora têm sido administradas. Dispensa-se atenção especial à análise do impacto como instrumentos de política e planejamento. Entretanto, dá-se mais ênfase à institucionalização da cooperação para o desenvolvimento sustentável do ponto de vista ambiental. A eficácia dos dispositivos institucionais e as estratégias analíticas dependem, em grau substancial, do consenso entre os países a respeito das metas do desenvolvimento e dos padrões da qualidade ambiental. O local e a situação das entidades ambientais, bem como o desenvolvimento e as suas relações com as estruturas dos governos nacionais são fatores significativos na capacidade dos governos de cooperar para propósitos compartilhados. Sugerem-se quatro passos para inclinar os governos no sentido de um sistema cooperativo para políticas ambientais transfronteiriças, coerentes com o desenvolvimento sustentável.