17 de Octubre de 2018
Portal Educativo de las Américas
  Idioma:
 Imprima esta Página  Envie esta Página por Correo  Califique esta Página  Agregar a mis Contenidos  Página Principal 
¿Nuevo Usuario? - ¿Olvidó su Clave? - Usuario Registrado:     

Búsqueda



Colección:
La Educación
Número: (114) I
Año: 1993

RESUMO

Recentes análises da experiência emocional procuram demonstrar que as emoções são componentes essenciais do caráter moral. Neste trabalho examinam-se criticamente três modelos: o primeiro, sustenta que as emoções são atos da vontade; o segundo, que as emoções participam no caráter moral se são intelectualmente aceitas pela pessoa; e o terceiro sustenta que, embora os seres humanos sejam passivos com respeito a suas emoções, isso não significa que estas não sejam moralmente importantes, dado que a passividade é um elemento essencial no caráter moral. Ressalta-se que as propostas que procuram reivindicar o valor das emoções no caráter moral ignoram o papel que a formação do caráter desempenha na atividade moral. O trabalho afirma que o caráter moral é essencialmente ativo, mas que essa atividade não deve ser concebida apenas em termos de raciocínio e vontade, mas inclui também a dimensão emocional.